JURA EM PROSA E VERSO

MAÇONARIA

HUMOR MAÇÔNICO

 

SEIS PIADAS

 

 

FRATERNIDADE
Um médico e um encanador na mesma Loja. No domingo de manhã, o médico acordou com banheiro entupido, então chama o encanador, que lhe disse: ‘mas eu não trabalho aos domingos. Não pode esperar até amanhã? “
O médico disse: “Também não gosto de trabalhar aos domingos, mas se você estiver em apuros e se sinta mal, irmão, eu acudiria para ajudar.“OK”, disse o encanador. Veio onde o médico estava imediatamente, uma vez que eles foram ao banheiro; tirou duas aspirinas de seu bolso e jogou-as no vaso sanitário.
“Já está, disse ele, se não melhorar chama-me de novo amanhã que acudirei imediatamente.”

 


SIGILO
Um homem estava caminhando através do parque em sua área quando percebeu que no estádio tinha uma furiosa briga.
- O que está acontecendo? Pergunta a um espectador que estava assistindo.
É um jogo entre duas Lojas.
-Ahh… disse o homem. E como está o placar?
Eu não sei, disse o outro é um segredo que os jogadores juraram guardar

.


ESTUDO
Um velho Maçom, em sua casa enquanto visitava um irmão recém-iniciado, a esposa levou-o para um lado e lhe disse que seu marido havia começado a agir de uma forma que é estranho desde a adesão à Ordem.
«Se tranca no banheiro por horas e termina murmurando com o seu livro azul” foi a explicação.
Quando noite caiu, na Loja lhe perguntou como tudo correu. “Ah, bem,” ele respondeu.
Em seguida perguntou sobre seu comportamento e se houve alguma coisa com que se preocupar. ‘Não’ respondeu ele. Então, por que ler o livro azul? “É o único espaço que tenho com piso de mosaicos para andar. ‘Respondeu.

 


AS PORTAS DO CÉU
Um velho Maçom, homem cansado, cujo cabelo estava branco, chegou às portas do céu um dia.
Quando perguntado o que fez na terra. Respondeu que o seu papel era o de oferecer os brindes da Loja a que pertencia.
São Pedro disse-lhe então. Enquanto chacoalhava o sino “passa e entra, Irmão, você está muito cansado do inferno…”

 


PARAMENTOS
João e Miguel dois Maçons, dos que gostam de ter seus próprios paramentos e não depender dos de sua Loja. Em uma ocasião, quando ao colocar para os trabalhos de sua Loja, saiu da caixa de João, um par de meias de seda femininas.
Miguel surpreso observou:
-Pergunto-lhe, João, o que fazem essas coisas aqui…
João teve um olhar e sussurrou:
Lembre-se dos trabalhos no ano passado? Miguel sim e João continuou: “Não diga a ninguém, mas eu parei de ir para casa em um bar onde eu conheci uma bela moça.
Parece que ela esqueceu suas meias no carro e minha mulher as encontrou. Disse-lhe que era porque eu tinha sido Elevado a um grau Superior na Maçonaria, e desde então ela sempre as guarda na minha casa junto com minhas luvas.

 


NO CÉU
Dizem que um maçom, Mestre de sua Loja, chegou ao céu e se reuniu com São Pedro, a quem ele o identificou como um membro da Ordem.
Ele perguntou:
- De que Loja?
Orgulhosamente, ele respondeu: “JAMIL KAUSS Nº 24″. São Pedro, em seguida, o levou para a Sala dos Relógios maçônicos.
O Mestre, atordoado, olhou ao redor.
A sala estava cheia de relógios, cada um com o nome de uma Loja em uma placa de prata. O estranho é que cada um deles dava horas diferente. Perguntou, então, por que, e São Pedro informou a ele que as agulhas de cada relógio são movidas apenas quando alguém do Loja cometia um erro no ritual.
O Mestre perguntou, então, onde estava o relógio de sua Loja, para o que São Pedro respondeu:
Ah… Está na cozinha.
- Na cozinha? Por quê?
Porque o usamos de ventilador.