JURA EM PROSA E VERSO

 

TRABALHOS MAÇÔNICOS -LOJA OBREIROS DA FRATERNIDADE

 

 

CARTA CONSTITUTIVA

 

José Jurandi Brito dos Santos - O Jura em Prosa e Verso

 

 

VENERÁVEL MESTRE

DELEGADO DISTRITAL

MESTRES INSTALADOS

LUZES E OFICIAIS

MEUS IRMÃOS

 

 

No dia 10 de outubro de 1961, há 57 anos atrás, um grupo de maçons do quadro da Loja Caridade e Sigilo reuniu-se e decidiu fundar uma nova Loja Maçônica neste Oriente, dar-lhe o nome de Obreiros da Fraternidade e filiar essa nova instituição maçônica a Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia.

Cinco meses depois, em 27 de março de 1962 a Grande Loja Maçônica acolheu oficialmente em seu meio a LOJA MAÇÕNICA OBREIROS DA FRATERNIDADE, Nº 64, DO ORIENTE DE ALAGOINHAS-BAHIA, emitindo e fazendo a entrega formal da Carta Constitutiva.

No ano passado nosso Grão Mestre atual, JAIR TERCIO CUNHA COSTA emitiu uma Segunda Via de nossa Carta Constitutiva, que com orgulho expomos aqui em todas as nossas Sessões Maçônicas.

Nosso Venerável Mestre, Irmão JORGE LUIZ RAMOS DE SOUZA me encarregou de dizer aqui algumas palavras sobre o significado da CARTA CONSTITUTIVA.

Nos primórdios, antes de 1722, um grupo de maçons se reunia e formava uma nova Loja Maçônica, sem muita preocupação com uniformidade de procedimentos ou de ritualísticas. A Maçonaria eram as Lojas Maçônicas e não existiam instituições superiores que regulassem seu funcionamento.

Foi quando um grupo de Lojas, na Inglaterra, reuniu-se e resolveu fundar a GRANDE LOJA DA INGLATERRA, e encarrega-la da divulgação de uma Doutrina Única, denominada  Landmarks, além de congregar todas as Lojas Maçônicas e exigir que todas elas se filiassem a essa Grande Loja Maçônica da Inglaterra.  UMA LOJA MAÇÔNICA, A PARTIR DE ENTÃO, SÓ SERIA JUSTA, PERFEITA E REGULAR,  se se enquadrasse nas exigências daquela Potência quanto a filiação, uniformização dos procedimentos nas sessões maçônicas, e prática dos rituais previamente estudados e adotados pela Potência.

Hoje nenhuma Loja  pode existir regularmente sem um título de constituição, CARTA CONSTITUVA, que é ao mesmo tempo a sua certificação de nascimento e, de certa forma, seu alvará de funcionamento.

CURIOSIDADE - PRINCE HALL

Consta ter nascido em 1735 em local desconhecido, na África.

Trazido da África para os EUA, como escravo, foi alforriado em 1770, sendo que seu nome Prince Hall pode ter sido uma homenagem ao seu antigo senhor, que o alforriou.

Iniciado numa Loja de militares britânicos que estavam em sua cidade, assim como vários outros negros, em 06 de março de 1775. Consta ter fundado uma Loja Maçônica com seus irmãos maçons negros, Loja  que só iniciava negros, e denominado Loja Africana de Massachusets.

Em 29 de setembro de 1784 a Grande Loja da Inglaterra outorgou a Carta Constitutiva da Loja Africana de Massachusets.

Em 1827 essa Loja, por estar sendo ignorada pela Grande Loja da Inglaterra desligou-se daquela Potência e declarou-se a si própria Potência Independente, GRANDE LOJA NACIONAL PRINCE HALL, passando a emitir Cartas Constitutivas autorizando o funcionamento de outras Lojas a si filiadas.

Atualmente tem mais de 250.000 maçons em mais de 4.000 Loja espalhadas por tudo o mundo. Até hoje as Lojas dessa Potência só iniciam negros, e o mais famoso deles foi o Ex-Presidente dos Estados Unidos Barack Obama.

 

OUTRA CURIOSIDADE PARA ENTENDERMOS o significado de uma carta constitutiva.

Jurandi tem uma Empresa Comercial denominada JURA EM PROSA, VERSO, DOCES E SALGADOS que precisa se expandir, deixar de ser local para ser estadual ou até nacional. Para isso tem que abrir para outras empresas associadas explorem a sua marca. Mas... Jurandi tem um nome a zelar e para salvaguardar a qualidade dos seus produtos exige que todos os seus associados, para usarem o seu nome e comercializarem seus produtos (que são fabricados secretamente em uma Indústria própria e entregues congelados aos seus parceiros), tem que uniformizar seus procedimentos, apresentação dos pontos comerciais, logomarca, equipamentos, modelo de atendimento ao cliente, etc... Só após inspecionar um novo estabelecimento e aprovar, Jurandi emite um documento autorizando seu funcionamento, com seu nome e sua marca. Pois bem. Esse documento assemelha-se a nossa Carta Constitutiva.

Em todo o país, quando visitarmos uma Loja Maçônica, percorrendo com as vistas o Oriente, se virmos uma Carta Constitutiva emitida por uma GRANDE LOJA, podemos ter a certeza de que estamos em uma Loja Maçônica Justa, perfeita e Regular, que defende os Landmarks, os princípios fundamentais da Ordem e pratica um dos Ritos Maçônicos aceitos pela nossa Grande Loja. Podemos nos sentir, então, em casa. Como em nossa Loja.

Nossa Loja é filiada à Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia e é por isso que, nestas palavras eu me restrinjo a essa Potência. Mas é claro que as Cartas Constitutivas de outras Potencias Maçônicas, desde que sejam por nós reconhecidas e tenham conosco um convívio fraterno, como é o caso em Alagoinhas, Carta Constitutiva emitida pelo Grande Oriente do Brasil, tem para nós igual aceitação. E aí eu repito: Se visitarmos uma Loja e nela encontrarmos uma Carta Constitutiva de uma Grande Loja, ou de uma Potência amiga por nós reconhecida, sabemos que estamos numa Loja Maçônica Justa, Perfeita e Regular.