JURA EM PROSA E VERSO

 

TRABALHOS MAÇÔNICOS

 

ABORDAGEM DOS DIÁCONOS

PEDRO JUK

https://2.bp.blogspot.com/-J4d4h8pVl6k/WMFBOpIz4UI/AAAAAAADM20/zqwKrhs6t0ElhdjaSk7cTkIPzK5rJpxSgCLcB/s200/pedro.JPG

 

Em 05.09.2015 o Respeitável Irmão Carlos Resende, Loja Cavaleiros do Sol, 3.195, REAA, GOB, Oriente de Campo Grande, Estado do Mato Grosso do Sul, solicita esclarecimentos para o que segue: resendes.carlos@hotmail.com

Com minhas saudações fraternas, solicito mais uma vez sua Luz para esclarecer algumas dúvidas. ABERTURA DA LOJA: Orienta o Ritual do Grau de Aprendiz, pg. 49: "O 1º Diác.´. sobe os degraus do Trono, pelo Norte, com passos normais e coloca-se em frente ao Ven Mestre. O Ven.´. Mestre dá-lhe, ao ouvido direito, a Pal Sagr, letra por letra. O 1º Diác dirige-se ao 1º Vig, transmite-lhe a Pal Sagr da forma que recebeu e volta ao seu lugar. O 1º Vig a envia ao 2º Vig, do mesmo modo, por intermédio do 2º Diác, que volta a seguir ao seu lugar".
PRIMEIRA DÚVIDA: O 1º Diácono sobe pela frente do Altar do Venerável Mestre (ficando de costas para o Ocidente), ou pela lateral do Altar, lado direito do Venerável Mestre, de onde ele já se encontra, já que o Ritual orienta para que ele suba os degraus pelo Norte (o grifo é meu). A dúvida que tenho assistido nas Lojas é o quê significa pelo Norte? 


SEGUNDA DÚVIDA: Tem um lado específico para que o 1º Diácono entregue a Palavra Sagrada ao 1º Vigilante? Ou seja, se o 1º Vigilante está em pé, de frente para o Oriente, o 1º Diácono deve chegar pela esquerda ou direita da mesa do 1º Vigilante? E o 2º Diácono de que lado da mesa transmite a Palavra Sagrada ao 2º Vigilante?

CONSIDERAÇÕES:

 

Em setembro de 2013 na oportunidade em que eu ainda era Secretário Geral do Rito enviei ao GOB mais de duzentos provimentos para correção do Ritual de Aprendiz, edição 2009 do REAA, cujo objetivo era o de sanar essas dúvidas. Infelizmente nunca sequer eu recebi uma resposta por menor que fosse mesmo aquela que pudesse apenas acusar o recebimento do trabalho. 

 

Assim, transcrevo a seguir um trecho concernente à Transmissão da Palavra Sagrada durante a abertura dos trabalhos que está inserido nos provimentos mencionados: 

“O 1º Diác sobe com passos normais os degraus do Trono pelo lado Norte do Altar e para. O Ven por sua vez vira-se para o Norte e fica de frente para o 1º Diác. De frente um para o outro, o Ven Mestre dá-lhe ao ouvido direito, a Pal Sagr por inteiro letra por letra. O Ven volta-se novamente para o Ocidente. De posse da Pal o 1º Diác desce os degraus do Trono, sai do Oriente ingressando diretamente na Col do Sul, cruza o eixo (equador) do Templo entre a porta de entrada e o Painel da Loja e aborda no Norte o 1º Vig pela sua direita e para. O 1º Vig então se vira para o 1º Diác, oportunidade em que ficam de frente um para o outro. Ato seguido o 1º Diác transmite ao 1º Vig a Pal Sagr da mesma forma que a recebeu e retorna ao seu lugar passando pelo Norte e ingressando diretamente no Oriente. Em seguida o 2º Diác dirige-se diretamente até o 1º Vig e o aborda pela sua direita. De frente um para o outro, o 1º Vig transmite da mesma forma que recebeu a Pal Sagr ao 2º Diác. Recebida a Pal este se dirige até o 2º Vig saindo do Norte, cruzando o eixo (equador) entre o Painel da Loja e a entrada do Oriente ingressa no Sul, aborda o 2º Vig pela sua direita e para. Este por sua vez vira-se de frente para o 2º Diác. De frente um para o outro, o 2º Diác transmite a Pal do mesmo modo que a recebeu. Comunicada a Pal o 2º Diác retorna ao seu lugar cruzando o eixo (equador) do Templo entre a porta de entrada e o do Painel da Loja)”.

Como o Irmão pode verificar a explicação esclarece que o Primeiro Diácono sobe para o Altar ocupado pelo Venerável pelo lado Norte do Altar e o Venerável então se vira e fica de frente para o Diácono. Nesse caso, o Norte do Altar denota o mesmo que o ombro direito do Venerável enquanto ele ainda está de frente para o Ocidente. A ideia é para explicar que é improcedente o Diácono subir os degraus para sólio pela direita do Altar e posteriormente se deslocar abeirando-se da mesa até ficar de costas para o Ocidente e de frente para o Venerável. Ora, essa ginástica não é procedente. Imagine-se uma situação inusitada como essa onde entre os protagonistas estaria o Altar e por sobre o mesmo ainda o candelabro com as lâmpadas acesas de acordo com o Grau de trabalho (imagine em sendo velas). Isso seria na verdade um irrepreensível exercício de imaginação.

Assim, como vivemos a mania latina do “onde está escrito” é que sugeri um provimento para melhor esclarecimento dessa prática em particular.

Uma regra fácil de entender qual o lado onde há a Transmissão da Palavra Sagrada é que as Luzes da Loja (Venerável e os Vigilantes) são sempre abordadas pela sua direita (seu ombro direito) quando então imediatamente elas se revolvem e ficam de frente para os mensageiros (Diáconos).

Sem querer ser prolixo, eu ratifico ainda que os Diáconos durante a transmissão se posicionam sempre à direita das respectivas Luzes enquanto elas ainda estiverem: o Venerável de frente para o Ocidente, o Primeiro Vigilante de frente para o Oriente e o Segundo Vigilante de frente para a parede Norte.

De qualquer modo, escrito ou não, essa é a maneira correta de se proceder para a Transmissão da Palavra.

Finalizando é oportuno salientar ainda que no escocesismo não existem os tais giros em torno das mesas ocupadas pelos Vigilantes bem como em volta do Altar tomado pelo Venerável nessa.

T.F.A. 

 

PEDRO JUK – jukirm@hotmail.com

Fonte: JB News – Informativo nr. 2.013 – Florianópolis (SC)